"America's Next Top Model" – review 8×04

Por , 02 de julho de 2008 @ 10:49      
 

CassandraDesculpem pela demora, trabalho, faculdade, viagem, etc, tudo junto, não consegui um tempo pra escrever sobre o episódio. Mas aqui estou, quase uma semana depois, tentando pelo menos me manter fiel às minhas idéias e à minha favorita, Whitney, mas tá difícil, a menina não colabora.

A tão esperada semana de makeovers chegou. Tyra, num sensacionalismo fajuto, anunciou as transformações e, claro, algumas não foram felizes na distribuição. Confesso que gostei! Algumas delas, como a Brittany e a Sarah ficaram ótimas, enquanto algumas ficaram piores do que já eram (a Natasha, por exemplo). Considero a Felicia e a Cassandra como estátuas, ou seja, você sabe que elas estão ali, mas não dá a mínima, nenhum destaque vem delas, é como se elas estivessem participando apenas por participar, fotografam, desfilam, mas não se destacam.

E, claro, a vovó Renee sempre se destaca. Mas não pela sua competência ou por sua beleza, mas sim por sua constante reclamação. Nada tá bom pra ela, nada tá certo, ela sempre pode fazer melhor que os outros, mas nunca faz. O desafio da semana envolvia uma maquiagem suave em 10 minutos, em pequenos stands espalhados por um jardim. Cada competidora precisava correr até um deles e fazer sua propria maquiagem, para no final agradar o juiz que decidiria quem seria a vencedora, cujo prêmio era uma página dupla na revista Seventeen. E pra não variar, a vencedora foi a Brittany (ela tem um ar de Melrose do ciclo passado, o tipo que se destaca, ganha desafios, aprende, mas que no final será injustiçada e ficará em segundo lugar). A Cassandra foi eliminada, chegou atrasada e ainda se enroscou num galho. Britt (íntimo, não?) escolheu Jael e Sarah para fotografar as páginas da revista ao seu lado.

O tema da sessão de fotos era doces. Todas se lambuzaram, foram decoradas com guloseimas e precisavam segurar uma bola de sorvete (reclamação não faltou, afinal, era gelado demais). Mas o detalhe principal da sessão era básico: as garotas precisavam fotografar nuas. Mais reclamações, dessa vez de quem tinha medo de ser repreendida em casa quando saísse do programa. Às vezes elas esquecem por que estão ali, esquecem que uma carreira envolve tudo, inclusive tirar a roupa profissionalmente.

Whitney ficou gorda na foto. E não é porque ela é gorda, mas porque não soube usar o corpo. Ficou torta, estranha, digna de nada. Até me dói falar isso, uma vez que ela é minha favorita, mas ela realmente não colaborou. Não foi uma das últimas a ser chamada no juri, mas certamente está sendo levada adiante meio que a força. Diana, na minha opinião, fotografou melhor, mas infelizmente os jurados não acharam isso, deixando a plus size two no bottom 2, ao lado de Cassandra, que de longe teve uma das piores fotos de todo o ciclo. Não houve pescoço.

Natasha e sua lábia de vendedora louca pela comissão do mês consegue agradar aos jurados de uma maneira que, pra mim, chega a ser mística, não tem uma explicação lógica. Jaslene, tirando as crises de arrogância, passou batido, assim como Dionne. Jael, que ficou oito horas esperando sua transformação ficar pronta, levou um golpe no estômago quando Jay Manuel disse que ela ficaria quase careca, que todo aquele trabalho fora em vão. Além disso, Jael e sua inseparável batata bucal tiveram de lidar com a morte de uma amiga, vítima de overdose.

E Cassandra nos deixou. Choradeiras à parte, Diana foi recompensada com mais uma semana na casa.

Avaliação: regular. Não gostei de muitas das fotos, a impressão que tenho é de que muitas delas não se motivam, não correm atrás, não fazem o menor esforço pra se destacar. E a Tyra, cada vez mais away, passa a impressão de que está "carregando" as plus size o máximo que consegue.

Foto: Cassandra, a eliminada da semana. Clique na imagem para aumentá-la.

Assunto(s): Reviews
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!