Vale a pena: “Touched by an Angel”

Por , 07 de novembro de 2012 @ 8:32      

De todas as séries que envolvem mensagens de Deus, fé e outras coisas relacionadas à crença em algo superior, "Touched by an Angel" foi, de fato, a mais feliz de todas. Ambientada em diversas regiões dos Estados Unidos, o enredo gira em torno de Monica (Roma Downey), uma aprendiz de anjo que é enviada à Terra para ajudar aqueles que precisam de algum tipo de auxílio espiritual.

Touched by an Angel

A "chefe" de Monica é Tess (Della Reese), cuja função principal é orientar como sua pupila deve agir perante às leis, vontades e outras coisas que permeiam o universo do ser humano. Em muitas das missões de Monica, Tess sempre está ao seu lado para guiá-la, dar luz e manter o equilíbrio.

Outro personagem importante na história é Andrew (John Dye), o anjo da morte. Sua aparição, muitas vezes, não é bem recebida, já que sua presença significa levar alguém para o outro lado. Andrew sempre desempenhou seu papel com muito carinho, sempre buscando acalentar os corações desesperados, com medo do desconhecido outro lado.

Touched by an Angel

Sem apologia ao credo específico, "O Toque de um Anjo" emocionou pela linguagem simples, capaz de tocar qualquer coração, despertando emoções e criando na TV um espaço de reflexão, de compaixão e, claro, de muita choradeira. Monica, Tess e Andrew são os responsáveis por nove temporadas de sucesso, 212 episódios que mudaram o cenário dos seriados para sempre.

A história de cada episódio vem ao encontro do nosso próprio interior. Monica lida com situações chocantes, marcantes, difíceis, sempre com muita luta, com muita dor, com sofrimento estampado nos olhos daqueles que clamam por ajuda, muitas vezes, sem saber. A ajuda vem do céu, vem da Terra, vem do carinho, da atenção e da dedicação que cada anjo coloca em prática ao transformar em alegria, amor e fé todas as suas missões.

Valores humanos, corações que precisam de uma resposta divina, os quais, muitas vezes, não acreditam mais em nenhuma força superior, estão desacreditados. Deus, em sua magnitude, envia anjos para que possam resgatar a fé, a amizade e, principalmente, o amor, que acaba ficando ofuscado em meio a tantos desencontros espirituais, terrenos e emocionais. Monica e Tess dão um toque de vida, enquanto Andrew entra em cena para atender ao chamado do Pai e levar seus filhos ao Seu encontro.

Touched by an Angel

Monica hoje é uma babá; amanhã ela é uma jornalista; e no próximo episódio ela é alguém procurando por ajuda, emprego, um lugar para pernoitar. Através das suas diversas facetas, sua polivalência e seu jeito meigo e encantador, ela consegue reconciliar famílias, amizades e, o mais importante: ela consegue renovar o coração humano.

Dentre todos os episódios de "Touched by an Angel", com certeza um dos mais emocionantes de todos (para não dizer o mais emocionante do mundo) é o episódio de número 100, intitulado "Psalm 151". A história do capítulo gira em torno de Audrey (Wynonna Judd), uma mãe solteira, cujo filho sofre de uma séria doença nos pulmões e tem pouco tempo de vida. A missão de Monica, Tess e Andrew, antes da morte de Petey (Joseph Cross), é fazer com que o menino realize todos os seus desejos. O episódio, além de muita emoção, conta com a presença da cantora Celine Dion.

Audrey é compositora e escreve jingles. Seu último trabalho pessoal foi o "Salmo 151", ainda incompleto. Ela nunca teve energias para continuar sua composição e, um dos desejos de seu filho, é que ela conclua sua música. Audrey, então, trabalha para atender ao pedido do filho e, no fim do episódio, antes de ser levado por Andrew, Petey assiste ao show que sua mãe prepara, ao som do, agora concluído, "Salmo 151". O vídeo é, no mínimo, emocionante:

Infelizmente, até então, nenhuma emissora transmite a série. O programa ficou na grade de programação da Warner Channel durante muitos anos, com exibição duas vezes ao dia, de segunda a sexta-feira, mas a nossa felicidade não foi permanente e os anjos não estão mais entre nós.

O elenco principal de "Touched by an Angel" não alçou grandes voos depois do encerramento da série. Com atuações mais significativas na TV, Della Reese continua atuando e cantando, mas sem muito alarde. Roma Downey não fez muita coisa, e John Dye, infelizmente, faleceu em janeiro de 2011, devido à uma parada cardíaca. A CBS montou um vídeo em homenagem ao ator:

E, para nossa tristeza, os DVDs da série ainda não estão disponíveis no Brasil. Existem as temporadas para comercialização, porém, todas importadas — e sem legendas. Caso tenha interesse em adquirir, dá uma busca pelo Google. Vale a pena!

Assunto(s): Vale a pena
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era “Power Rangers”. Viciado sempre em “Friends” e “Seinfeld“. Hoje é fã fiel de “Orphan Black“, “Scorpion“, “Scandal“, “The Big Bang Theory“, “How To Get Away With Murder“, “RuPaul’s Drag Race” e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!