“Starsky & Hutch” chega ao Crackle

Por , 22 de abril de 2012 @ 9:01      

Depois de o Netflix disponibilizar o clássico "Charlie's Angels" para os assinantes, chegou a vez de o Crackle, concorrente do Netflix, oferecer aos fãs treze episódios dos 23 produzidos da primeira temporada de "Starsky & Hutch".

Starsky & Hutch

Criada por William Blinn, "Starsky & Hutch" teve um piloto de 90 minutos, exibido em uma sessão de filmes do canal ABC. O resultado da audiência levou à produção da série, porém, sofreu uma troca de atores. No lugar de Richard Ward entrou Bernie Hamilton como o Capitão Dobey.

Produzida por Aaron Spelling, a série foi muito criticada na época pelo alto nível de violência. Mas o cancelamento de "Starsky & Hutch" teria ocorrido porque Glaser desejava seguir em frente com sua carreira. O canal até pensou em substituí-lo por outro personagem, mas a ideia não foi adiante.

Em 2004, um filme baseado na série ganhou vida e os protagonistas foram interpretados por Ben Stiller e Owen Wilson. O seriado, por sua vez, teve 4 temporadas, totalizando 93 episódios produzidos. No Brasil, "Starsky & Hutch" foi transmitido pelo canal Sony, quando este disponibilizava em sua programação um bloco chamado Flashback Zone, dedicado à seriados antigos, como "Charlie's Angels", "Miami Vice" e "The Incredible Hulk".

Ao contrário do Netflix, que cobra assinatura, o Crackle é um site que permite ao internauta assistir ao seu conteúdo sem pagar nada (mas tem propagandas). Lançado no Brasil em 13 de março de 2012, o serviço faz parte do Grupo Sony, o mesmo dos canais Sony, AXN e Sony Spin. Outros sucessos disponíveis online são "10 Items or Less", "Dilbert" e "The Three Stooges" (Os Três Patetas).

Assunto(s): Clássicos, Programação
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!