Séries americanas terão o dobro de personagens LGBT em 2009

Por , 24 de setembro de 2008 @ 8:47      
 

Rebecca Romijn (Alexis Meade) e Michael Urie (Marc St. James)O número de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais nas séries de televisão americanas será praticamente o dobro em 2009 em relação ao número presente nas séries da temporada atual. Os dados revelam um crescimento após três anos de declínio, segundo informações divulgadas na terça-feira, dia 23 de setembro, pela Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação (GLAAD).

O relatório mostra que a representação será de 2,6% de todos os personagens regulares nas séries, contra 1,4% em 2005, 1,3% em 2006, e 1,1% em 2007. A GLAAD analisa os dados há 13 anos, a partir de informações fornecidas pelas redes ABC, CBS, Fox, NBC e The CW. No total, foram sondadas 88 séries dramáticas e de comédia anunciadas para serem exibidas no próximo ano. Dos 616 personagens, 16 são LGBT, mais que o dobro dos sete presentes na temporada atual.

O presidente da GLAAD, Neil G. Giuliano, comparou duas emissoras. “Nossa análise mostra que ainda há muito trabalho para fazer. Ano passado, vimos alguns progressos reais na Fox em sentido de tornar os seus scripts de programação mais abrangentes, algo que estamos esperando de outras redes como a CBS”, salientou.

Foto: a personagem transexual Alexis Meade (Rebecca Romijn) e o gay Marc St. James (Michael Urie), ambos da série “Ugly Betty”.

Colaboração: Universo Mix.

Assunto(s): LGBT
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

COMENTÁRIOS VIA SITE:
  1. André disse:

    O Marc é o que há de melhor em Ugly…

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!