Seriados no Brasil: os 10 nomes e traduções mais bizarros

Por , 15 de janeiro de 2012 @ 5:45      
 

Os fãs de seriados estão acostumados com o nome original de suas séries preferidas, mesmo porque o nome faz parte do programa, da essência, de ser o que a série é. E quando canais brasileiros adquirem o direito das séries e os estúdios criam nomes bizarros?

Muitas vezes esses nomes são traduções literais do nome original; em outros casos, eles pegam algum fato do episódio piloto e fundamentam algo a partir daí; ou, por fim, tentam adaptar ao tupiniquim, o que quase sempre nunca dá certo. Veremos aqui 10 casos mais bizarros:

Gilmore Girls10º — Gilmore Girls — Tal Mãe, Tal Filha
Lorelai Gilmore fez a sua parte de más decisões na vida, mas tem feito o melhor que pode para educar a sua filha Rory e colocá-la na faculdade. Lorelai teve Rory com apenas dezesseis anos e isto causou muito atrito com seus conservadores pais, Richard e Emily Gilmore. Como ser mãe solteira em uma cidadezinha americana, comandar uma pousada e ainda buscar o amor?

No Brasil, a série foi transmitida pela Warner Channel e, posteriormente, pelo SBT. Foi a partir daí, da chegada do seriado à TV aberta que o programa ganhou um novo nome. O Boomerang pegou carona e exibe a série, também, com o mesmo nome que o SBT. Lorelai é uma mãe que sempre buscou dar o melhor exemplo para a filha, mesmo que não tenha obtido sucesso por muitas vezes. Rory sempre foi independente e nunca buscou ser uma miniatura da mãe (embora compartilhem gostos e opiniões).

Por que isso aconteceu? Certamente quando a série foi adquirida pelos estúdios brasileiros, o responsável por dar um nome à atração assistiu ao episódio piloto, percebeu que Lorelai e Rory são próximas, são amigas e confidentes e... BAM! A filha é igual à mãe e sei lá...

Charlie's Angels9º — Charlie's Angels — As Panteras
Três policiais femininas são graduadas com honra na academia de polícia e chamadas para integrar a equipe da Agência de Detetives Towsend. Investigam crimes e mistérios nos mais diversos lugares, estão sempre disfarçadas em festas, comemorações, cassinos, hotéis, procurando evidências sempre de maneira infiltrada, para não serem reconhecidas. São comandadas apenas pela voz do chefe Charlie.

No Brasil, assim como nos EUA, a série fez grande sucesso. Veiculada primeiramente na Rede Globo, o seriado recebeu o nome de "As Panteras". No episódio piloto da primeira versão, de 1976 (que originou o nome), temos a apresentação das três policiais e do fiel Bosley. Charlie recrutou as garotas para combater o crime e as intitulou "anjos". Logo, elas eram "os anjos de Charlie" (conforme tradução da série em Portugal).

Por que isso aconteceu? Na época, mulheres não interpretavam personagens policiais. E elas eram bonitas, inteligentes e tinham todo aquele apelo sexual. A pantera, animal, do grupo dos felinos, é conhecida pela sua habilidade de caçar. Logo, pegaram as angelicais policiais de Charlie e as transformaram em panteras, sedentas por justiça, por abater a presa. Ou não, não sei, foi o máximo que consegui chegar.

Maybe It's Me8º — Maybe It's Me — Os Pesadelos de Molly
Aos 15 anos, Molly Stage poderia ser uma adolescente normal — exceto pelo fato dela morar numa casa cheia de pessoas loucas. Seus pais, Mary e Jerry, são confusos — ela chama as crianças para o jantar usando um sino de vaca, enquanto ele exagera na dose ao treinar o time de futebol feminino. A série inovou ao usar elementos gráficos que acompanham algumas cenas.

No Brasil, o programa foi apresentado pela Warner. Logo em seguida o SBT adquiriu os direitos de exibição da série e... adivinha? O nome bizarro foi "Os Pesadelos de Molly". Toda adolescente tem vergonha dos pais, do irmão mais novo, sempre busca agradar aqueles que não importam e, acima de tudo, procuram desesperadamente maneiras de não pagar mico.

Por que isso aconteceu? A família de Molly não é nada típica. Ter uma avó que esconde comida pela casa, um irmão que quer ser o próximo ídolo americano gospel e outro irmão que vive de pequenos furtos não é nada normal. Então é possível imaginar como a desolada Molly sofre com essa família e, consequentemente, vive um pesadelo. Or, maybe it's just me.

Complete Savages7º — Complete Savages — Que Dureza
Pense em um pai solteiro tentando criar seus cinco filhos adolescentes. O pai é Nick Savage e ele enfrenta o duro desafio de tentar controlar seus filhos. Trabalhando como bombeiro, ele vê a tarefa de entrar num prédio em chamas como algo mais relaxante do que suas tarefas como pai. E ainda precisar lidar com seu irmão que, ao invés de ajudar, muitas vezes se torna o sexto filho.

No Brasil, a série chegou primeiro na Warner Channel. Há pouco tempo descobri que a Band exibe o seriado nas tardes de sábado. Para minha surpresa, a série produzida por Mel Gibson recebeu o nome "Que Dureza". Assisti pouco do programa, mas o suficiente para entender por que ela se chama "Complete Savages": imagine uma casa com seis homens. Voilá.

Por que isso aconteceu? Acredito que seja dureza criar cinco filhos selvagens sozinho. Mel Gibson usou das próprias experiências para produzir a série.

30 Rock6º — 30 Rock — Um Maluco na TV
A solteira Liz está vivendo o sonho de qualquer roteirista de comédia — ser o redator chefe de um programa ao vivo de Nova York. Sua vida é bagunçada quando Jack Donaghy interfere em seu programa e força Liz a convencer Tracy Jordan — um louco e imprevisível astro do cinema — a se unir ao elenco. Agora Liz terá que controlar o incontrolável para que seu programa — e o seu sonho — continuem.

No Brasil, "30 Rock" chegou pelo Canal Sony. Logo depois a Rede Record comprou a série e passou a exibi-la com o nome "Um Maluco na TV". Quem assiste o programa sabe que o enredo não gira em torno, unicamente, de Tracy Jordan. Existem coadjuvantes que são mais divertidos e têm histórias mais interessantes. Não justificaria esse nome bizarro, se o responsável pelo título assistisse, pelo menos, cinco episódios completos antes de bater o martelo.

Por que isso aconteceu? Porque aquele que decidiu o nome da série no Brasil assistiu ao episódio piloto, viu que Tracy é um lunático e resolveu que ele era um maluco num programa de TV. Só ele.

Beverly Hills, 902105º — Beverly Hills, 90210 — Barrados no Baile
Os gêmeos Brenda e Brendon Walsh saem de Minessota para tentar a vida em Los Angeles, Beverly Hills. Junto com seus pais, eles tentam reconstruir suas vidas numa cidade grande, onde tudo é diferente para os irmãos Walsh. Os costumes, a moda e a sede por dinheiro dos habitantes da cidade vão mexer muito com a personalidade desses irmãos e não vai ser nada fácil para seus pais.

No Brasil, a série foi veiculada pela Globo, em 1992. E claro que eles traduziriam o título e, para nossa surpresa, bolaram a fantástica ideia de nomear o programa de "Barrados no Baile".

Por que isso aconteceu? Bom, o piloto da série apresenta os personagens, mostra que Brenda e Brandon estão chegando para ficar em Los Angeles. Kelly e suas amigas convidam a novata Brenda para ir a um clube e lhe dão uma identidade falsa. Na porta da boate, Brenda consegue entrar, porém, Kelly e as amigas são barradas... no baile. Esse trecho do primeiro episódio da série foi o responsável pelo nome que o seriado carrega, até hoje, no Brasil.

Home Improvement4º — Home Improvement — Gente Pra Frente
Tim Taylor é o carismático mestre "faz de tudo um pouco" que, ao lado de seu assistente Al Borland, apresenta o "Tool Time", um programa da TV a cabo local para melhorar e resolver os problemas domésticos do dia-a-dia. Ou seja, home improvement = melhorias no lar, é isso que Tim faz.

No Brasil, a série foi transmitida pelo Canal Sony e pelo Disney Channel. Nunca entendi o que quiseram fazer quando traduziram o nome do programa. Afinal, Tim tinha uma esposa, três filhos homens, um assistente atrapalhado e um vizinho que nunca mostrou a boca durante as oito temporadas. O trabalho de Tim era consertar coisas, independente do que fossem. Ele ensinava no seu programa de TV maneiras de realizar consertos em casa.

Por que isso aconteceu? Não consigo imaginar. Acompanhei a série durante o tempo que o Canal Sony a manteve em sua grade e não achei um episódio ou uma situação que faça jus ao nome "abrasileirado". Eles eram uma família típica americana, viviam o sonho americano, portanto, nada de atípico. Alguma dica? Qualquer uma eu aceito...

Family Ties3º — Family Ties — Caras e Caretas
Steven Keaton e Elyse Keaton são dois ex-hippies que tentam adaptar-se ao estilo de vida dos anos 1980. O filho mais velho do casal, Alex, é um estudante republicano conservador, vidrado em política. A filha do meio é Mallory, e é considerada a "cabeça de vento" da família, que somente está preocupada com suas roupas e namorados. E Jennifer é a caçula, mais inteligente do que a irmã.

No Brasil, na década de 1980, a série foi exibida pela Globo que, ao saber da premissa do programa, logo atribuiu o bizarro nome de "Caras e Caretas". Steven e Elyse são pais que trabalham para manter o sustento da família. "Family Ties" foi responsável por lançar Michael J. Fox às telinhas (mesmo que o papel tenha sido oferecido, primeiramente, para um desconhecido Matthew Broderick). A relação dos membros dessa família é digna de admiração, eles têm um "laço" que os mantém unidos.

Por que isso aconteceu? Alex, o primogênito, era o cabeça da casa. Tinha opiniões políticas fortes e personalidade. Seus pais, por outro lado, como ex-hippies, eram mais liberais e tinham a cabeça mais aberta. Logo, o filho era "careta". Saca? Não? É, nem eu, mas foi o mais próximo que consegui chegar. Acompanhei a série toda pelo Canal Sony e não consigo achar outra explicação. Ah, a mãe da família era interpretada pela atriz Meredith Baxter, que no final de 2009 saiu do armário. Careta? Pfff.

Caroline in The City2º — Caroline in The City — Tudo Por Um Gato
Caroline Duffy é uma cartunista de Wisconsin, que muda-se para Nova York. Solteira e muito ocupada, Caroline vive e trabalha em um loft em Manhattan e tenta lutar contra sua desastrosa vida amorosa. Seu chefe é seu ex-namorado e seu novo assistente é excêntrico. O nome da série vem da tira que Caroline desenha, que conta situações da protagonista em uma cidade grande.

No Brasil, a série foi veiculada, primeiramente, pelo Canal Sony, que manteve o nome original do programa, como de costume. Quando o Multishow resolveu transmitir a série, decidiu criar um nome para o programa e tivemos um dos mais bizarros de todos e merecedor do segundo lugar: "Tudo Por Um Gato".

Por que isso aconteceu? Simples: Caroline tem um gato chamado Salty. Richard, seu assistente, detesta o gato, porém, Caroline adora o Salty e não deixa que seu funcionário o maltrate. Daí veio o nome bizarro dado pelo Multishow. Resume a série? Não, mas só sei que foi assim.

Perfect Strangers1º — Perfect Strangers — Primo Cruzado
O solteirão Larry Appleton era um homem que tardiamente se mudou para um novo lar, longe de sua família, o típico sujeito "certinho" que morava sozinho em um apartamento em Chicago. Tinha o sonho de se tornar um fotógrafo jornalístico mas, até lá, trabalhava em uma loja. Até que um dia chega da Grécia o seu estranhíssimo primo Balki Bartokomous, um jovem pastor (de ovelhas), amável e ingênuo que veio aos Estados Unidos em busca dos seus parentes.

No Brasil, a série chegou em 1987, na Globo, com o nome de "Primo Cruzado". Um típico americano passa a morar com um primo grego que tem hábitos e manias diferentes, o que tornaria a convivência um pouco mais difícil. O primo da Grécia ficava maravilhado com tudo que Larry o mostrava, pois a cidade grande realmente o impressionava. Eram o típico caipira e o típico urbano.

Por que isso aconteceu? Ladies and gentlemen, conheçam o primo Zeca. Pois é, Balki Bartokomous recebeu o nome de Zeca quando chegou ao Brasil. E não acaba aí. Ao aterrissar em território brasileiro, Balki não só mudou de nome, mas também mudou de nacionalidade: ao invés da Grécia, o primo de Larry veio de... Minas Gerais! Imaginem só. Para dar mais veracidade ao personagem, o dublador Newton da Matta carregou o sotaque do primo Zeca e o tornou totalmente caipira. O nome "Primo Cruzado", por sua vez, deriva da moeda da época, o cruzado. A música de abertura da série é gostosinha, "Nothing's Gonna Stop Me Now", de David Pomeranz.

Achei esse vídeo com trechos da série dublada. Ele está estranho, com cortes, mas é possível perceber o sotaque do primo Zeca.

E aí, alguma outra série que, na sua opinião, também tem um nome bizarro que é praticamente indecifrável?

Quer mais? Confira a parte II e a parte III.


 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 
APROVEITE PARA LER:  

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

COMENTÁRIOS VIA SITE:
  1. Fabricio disse:

    Antes de QUE DUREZA; Complete Savage foi transmitido na Recopia. Record, como o nome de ADORAVEIS SELVAGENS

  2. Daniel disse:

    O pior foi um filme chamado “Max Rules” que seria algo como Max detona ou Max arrebenta ou ainda Max bota pra fu…quebrar… o filme era justamente sobre um garoto em idade escolar que “apronta altas confusões com uma turminha do barulho”.
    Mas aí na tradução ficou como “As regras de Max” (Max‘s rules)…

  3. Celso disse:

    Tem o seriado de heroínas da DC Comics –  birds of prey que nos gibi tem a tradução bem perto da correta “aves de rapina” e no SBT chamou-se MULHER GATO!!???
    WTF???

  4. Anderson disse:

    Tem o The Fresh Prince of Bel-Air que no Brasil foi traduzido para “Um Maluco no Pedaço”

  5. Mário disse:

    Também tem a série “That´s so Raven” que aqui ficou “As Visões da Raven”, se bem que esse até fazia sentido. e não podemos esquecer o clássico “Macgyver”, que aqui virou “Profissão Perigo”. Só tem uma coisa, sobre “Home Improvement”, o atrapalhado na história era o próprio Tim, não o assistente dele.

  6. Marina de Souza disse:

    Porra, a tradução de 30 Rock foi triste.

  7. Aninha disse:

    ‘As Panteras’ dá de 10 no nome original. Com o nome americano parece seriadinho/filminho. Aquelas tipo água com açúcar. Já pelo brasileiro já se pode esperar mulheres delicadas, ágeis, decididas, espertas… ação, combate… E é o que realmente o seriado/os filmes apresenta(m).

  8. andrea disse:

    Na época da série Ibrahim Sued o colunista do jornal O Globo do Rio de Janeiro, chamava as mulheres mais bonitas charmosas e voluptosas do RJ de PANTERA, Pantera = mulher de arrasar, e isso ficou marcado na sociedade carioca da época – Leila Diniz era uma das chamadas Pantera do Ibrahim, como a série estreou no Brasil ele já chamava estas mulheres de Panteras, tenho certeza que o nome do seriado foi por causa disto.
     

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciou em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder" e "RuPaul's Drag Race". No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!