SBT compra os direitos de exibição de "Glee"

Por , 03 de Fevereiro de 2010 @ 10:55      

A fantástica série "Glee" acaba de ser comprada pelo SBT. A emissora, que já exibe outras séries de sucesso como "Supernatural" e "Gossip Girl", chegou à frente de outros canais na disputa - a Record também estava interessada nos direitos do seriado.

Glee

"Glee" foi a vencedora do último Globo de Ouro na categoria Melhor Série de Comédia ou Musical e saiu consagrada da premiação. No Brasil, a série já é exibida às quartas-feiras, pelo canal pago Fox.

"Glee" é completamente diferente dos outros seriados adolescentes. E, apesar de ser também um musical, nem de longe lembra o fenômeno "High School Musical". A história tem uma escola como cenário e acompanha a formação de um coral formado por jovens muitos distantes do padrão, como um gay, uma gordinha e um paraplégico.

Atualmente, a série (que já garantiu uma segunda temporada) encontra-se em hiato nos Estados Unidos, e a exibição de episódios inéditos deve recomeçar somente em abril.

Assunto(s): TV aberta
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

COMENTÁRIOS VIA SITE:
  1. ray disse:

    Ãposto que esse seriado não vai ser transmitido até o fim pq/ vocês não tem compromisso com o telespectador.
    Deixem gossip girl que é melhor!!!!!!

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era “Power Rangers”. Viciado sempre em “Friends” e “Seinfeld“. Hoje é fã fiel de “Orphan Black“, “Scorpion“, “Scandal“, “The Big Bang Theory“, “How To Get Away With Murder“, “RuPaul’s Drag Race” e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!