Pesquisa decidirá futuro de “Força-Tarefa”

Por , 30 de Maio de 2009 @ 10:40      

Murilo Benício em Força-TarefaPara avaliar o seriado policial "Força-Tarefa", a Rede Globo realizará, em julho, pesquisas com os telespectadores. A primeira temporada do programa encerra-se agora no mês de junho.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a emissora já confirmou a 2ª temporada do programa, em 2010, pois considera uma série policial bem-sucedida e essencial em sua grade. O objetivo da pesquisa, no entanto, é detectar os "pontos fortes e fracos" na visão do telespectador e afinar o formato da série.

Para reduzir erros na abordagem do universo policial, principal crítica feita ao programa, a Globo produzirá a 2ª temporada com antecedência de três meses antes da estreia. Neste ano, as gravações começaram pouco mais de um mês antes da exibição, como forma de competir com a Record, que transmite o seriado "A Lei e o Crime", de formato semelhante.

O diretor-geral da série, José Alvarenga, diz que a equipe ainda “está tentando descobrir o formato" ideal. "Força-Tarefa" vem dando 21 pontos no Ibope. A meta são 24.

"Força-Tarefa" vai ao ar na Globo, todas as quintas-feiras, logo após "A Grande Família".

Assunto(s): TV aberta
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era “Power Rangers”. Viciado sempre em “Friends” e “Seinfeld“. Hoje é fã fiel de “Orphan Black“, “Scorpion“, “Scandal“, “The Big Bang Theory“, “How To Get Away With Murder“, “RuPaul’s Drag Race” e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!