O que será do mid-season americano?

Por , 09 de Janeiro de 2008 @ 3:32      

Janeiro é a época do ano que é geralmente marcada pela segunda leva de estréia de séries nos Estados Unidos, testes de novos pilotos e hiato voluntário de algumas produções. Mas este ano tudo mudou por conta da greve dos roteiristas. Os canais precisam racionar roteiros e a melhor opção para preencher o concorrido primetime vem na forma de realities e game shows.

[ imagem ilustrativa ]

Na semana passada estreou o "The Apprentice" com celebridades e ao longo do mês muitos outros vão chegar: "1 vs. 100", "How to Look Good Naked", "Dance War", "Celebrity Rehab", "American Gladiators" e o megasucesso "American Idol". O hit "Deal Or No Deal" (original do "Topa Ou Não Topa", exibido no Brasil pelo SBT), por exemplo, tem 45 episódios prontos para serem exibidos, já que são baratos de produzir e não precisam ser roteirizados.

Mas ainda teremos algumas estréias com roteiros: os canais norte-americanos trarão as novas temporadas de "The Wire" e "The L Word" (que já estrearam no dia 06/01), "Medium" (07/01) e "One Tree Hill" (08/01). Também voltam os novos de "Monk", "Psych" (11/01) e "Prison Break" (14/01).

Um dos mais aguardados dramas da temporada também está marcado para estrear no mid-season: "Terminator: The Sarah Connor Chronicles" (a partir de 13/01) é a carta na manga para as segundas na Fox americana e a série deverá se sair muito bem, pois a concorrência será baixa. No fim do mês (31/01) "Lost" não voltará com tudo, pois apenas metade da temporada pôde ser produzida antes da paralisação. "Eli Stone", uma comédia sobre advogados fechará o mês com chave de bronze. Enquanto isso, não existem sinais indicando o fim da greve.


 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!