“No Limite”: conheça os participantes

Por , 28 de julho de 2009 @ 15:22      
 

No LimiteTem solteiro que não está pensando em se envolver com ninguém durante sua participação em "No Limite", mas um dos concorrentes que tem namorada, porém, não descarta um relacionamento enquanto estiver no programa.

Se não todos, a grande maioria do grupo tem personalidade forte e gosta de liderar. O preparo físico de muitos está em dia e um ex-vegetariano voltou a comer carne quando soube que participaria do programa. Mas como as emoções dos 20 integrantes das tribos Manibu e Taíba vão ajudar ou dificultar a convivência desses aventureiros?

Daqui a pouco mais de 48 horas, os jogadores estão enfrentando provas, a natureza, o cansaço, a falta de conforto, a pouca comida, enfim, inúmeros desafios e seus próprios limites. O breve perfil dos participantes é uma amostra do que o telespectador pode esperar desses próximos 62 dias de convivência entre as tribos Manibu e Taíba.

Na tribo Manibu estão:

Bia | No LimiteBia, que tem 24 anos, mineira de Juiz de Fora mas mora há tanto tempo no Rio de Janeiro que se considera carioca. Bia é virginiana, turismóloga, tem 52 kg e 1,70 m de altura. “Quero mostrar que as aparências enganam: as mulheres não são tão frágeis. Não tenho medo de encarar desafios. Vou enfrentar todos os obstáculos do jogo sem frescura”, diz Bia. Ela considera sua viagem à Índia, em 2007, muito importante para o seu crescimento pessoal: “Passei três meses lá e foi uma aventura e tanto. Me fez ver que o mundo é grande, mas que também pode ser pequeno”, diz a Bia.

Eneida | No LimiteEneida é do norte do país e natural de Belém (PA). Tem 33 anos e trabalha como corretora de imóveis e modelo. Ela mede 1,70m de altura, pesa 62 kg e é do signo de gêmeos. A paraense é frequentadora de academia há mais de um ano e acredita que sua rotina de exercícios pode favorecê-la no jogo. “Sou muito determinada. Posso até ser liderada, mas prefiro estar no comando”, revela a corretora. Ela diz que seu maior defeito é ser teimosa, mas confia na sua obstinação para chegar ao final da disputa. "Que vença o melhor", diz Eneida.

<

p align="justify">Felipe | No LimiteFelipe nasceu em Santos (SP), mas atualmente mora na cidade de São Paulo e é professor de educação física. Medindo 1,76m e pesando 75 kg, esse libriano está solteiro, mas não pensa em ter um romance durante o "No Limite": “Meu foco é o jogo. Já tive tanta mulher na vida... não preciso procurar uma agora durante o programa”, afirma convicto. Felipe se preparou para o "No Limite" apenas reforçando a alimentação e, se ganhar o prêmio final, quer viajar e investir o dinheiro no mercado financeiro. “Sou uma pessoa legal, consigo trabalhar em grupo e tenho a capacidade de vencer”, diz Felipe, enumerando as qualidades pessoais que podem levá-lo à vitória.

Jéssica | No LimiteJéssica veio dos céus diretamente para o "No Limite". É que paulista de Jundiaí largou o emprego de comissária de bordo para participar do programa. Ela tem namorado, é do signo de capricórnio, tem 25 anos, mede 1,70 m e mantém seu peso de 67 kg malhando pesado na academia. Para vencer no jogo, a comissária aposta no seu poder de concentração. “Sou determinada e isso pode ajudar muito durante as provas”, diz Jéssica, que ainda não sabe o que vai fazer com os R$ 500 mil se for a vencedora de "No Limite". “Quero mostrar que mereço, que sou uma batalhadora e guerreira. Quero ganhar”, finaliza.

João Guilherme | No LimiteJoão Guilherme tem 30 anos, é nascido e criado no Rio de Janeiro e trabalha como produtor publicitário. Ele acredita que "No Limite" vai ser uma experiência incrível em sua vida. “Acho que vai ser difícil, mas espero que seja muito divertido também”, afirma o publicitário. Durante dois anos, ele foi vegetariano, mas saiu da dieta assim que surgiu a possibilidade de participar do programa. “Voltei a comer carne por causa de ‘No Limite’ e, se tiver que provar comidas exóticas, vou me superar. Espero deixar o jogo mais forte e melhor”, diz João. “Quero mostrar que sou capaz de enfrentar desafios e que sou uma pessoa bacana”, completa o publicitário.

Júlia | No LimiteJúlia é paulista apenas na certidão de nascimento, porque, desde os dois anos, Julia vive em Florianópolis (SC). Essa taurina de 26 anos, tem 1,75m de altura, pesa 65 kg e é empresária. A morena é comprometida, seu namorado mora em São Paulo, e por isso ela viaja todo mês para a capital paulista. Aliás, viajar faz parte da sua vida. “Conheço a Europa, os Estados Unidos, a Índia e a Indonésia. Na Tailândia, eu comi espetinho de barata em troca de 50 dólares, numa aposta com meu tio”, confessa Júlia, que, se ganhar o prêmio máximo do jogo, vai quitar seu apartamento financiado. “Quero superar meus limites e mostrar que temos mais força do que imaginamos”, conta a empresária.

Luciana | No LimiteLuciana é bombeira, casada e viciada em aventuras. “O meu dia-a-dia de trabalho tem muita ação, muitos desafios e isso me estimula. "No Limite" tem tudo que eu gosto”, conta a militar. Luciana tem 38 anos, é do signo de escorpião, tem 1,69m, 59 kg, e uma rotina de exercícios que lhe garante boa forma física e equilíbrio emocional. “Me preparei para o programa com corrida, treinamento em altura, mas também com preparação mental”, revela a goiana, que tem como hábito rezar todos os dias de manhã para pedir força. “Nós não conhecemos nossos limites, mas precisamos acreditar que é possível superá-los. Esse é o sentimento que quero despertar nas pessoas que me assistirem”, diz Luciana.

Luiz | No LimiteLuiz tem 35 anos, já foi professor de educação física, mas agora atua no ramo da tecnologia e da música. Ele topou encarar o "No Limite" por gostar de desafios. O carioca acredita que durante o jogo é possível ser perseverante, forte, sem ser mal-caráter. ''Não dá para confundir seu adversário com inimigos. Posso fazer amizades e superar adversários, mas nunca fazer inimigos”, afirma o empresário. Apesar de ter namorada, Luiz Renato não descarta a possibilidade de ter um relacionamento durante "No Limite": “Não planejo envolvimento amoroso, mas se vier a acontecer, vou ter que lidar com isso como mais um fator do jogo”.

Marcelo | No LimiteMarcelo se diz um homem de hábitos simples. Aos 30 anos, esse gaúcho de Porto Alegre (RS) é domador de cavalos e passa maior parte do seu tempo treinando seus animais. “Minha semana começa no domingo, acordo bem cedo e trabalho até 21h”, diz Marcelo. Ele acha que sua rotina e o fato de ter servido em quartel podem ajudá-lo no jogo. “Eu tenho poucos limites. Gosto de adrenalina. Gosto de resolver problemas que não são fáceis”, revela o gaúcho. Se for o grande campeão de "No Limite", Marcelo quer usar o dinheiro para ter seu próprio centro de treinamento de cavalos. “Eu não tenho nada especial, sou uma pessoa normal”, confessa o gaúcho, que é virginiano, pesa 80 kg e tem 1,83m de altura.

Rafão | No LimiteRafael não é conhecido como “Rafão” à toa. Esse mineiro de Belo Horizonte mede 1,92 m, pesa 98 kg e tem grande parte do corpo coberto por tatuagens. Mas é bom não se enganar com a aparência de durão do rapaz, pois é só falar da filha Luna que ele se derrete todo. “Ela é um divisor de águas na minha vida. Tudo que tenho hoje, tudo que conquistei, tudo que sou como homem, eu devo à minha filha”, confessa. Rafão é devoto de São Jorge e traz tatuado no corpo a imagem do seu santo guerreiro. “Também tenho uma frase em árabe: “custe o que custar”, traduz Rafão.

E a tribo Taíba é composta por:

Alexandre | No LimiteAlexandre tem 29 anos, é casado e não terá problemas para acordar cedo durante "No Limite". O carioca está acostumado a montar sua banca de flores antes de o sol nascer, nas feiras livres do Rio de Janeiro. O feirante é do signo de gêmeos, tem 1,81m, pesa 98 quilos e se preparou para o jogo correndo e malhando muito. “Tenho muita força e estou preparado para participar do programa. Sou uma pessoa determinada e estou pronto para vencer”, diz Alexandre, que descarta qualquer possibilidade de relacionamento amoroso durante os dias que permanecer no jogo. “Sou casado e meu relacionamento está fluindo muito bem”, completa o carioca. Se ganhar os R$ 500 mil, ele quer quitar suas dívidas, comprar uma casa e ajudar a sua família.

Denise | No LimiteDenise nasceu no interior do Paraná, mas aos 12 anos foi para Porto Alegre (RS) tentar a vida na cidade grande. “Até meus 26 anos, trabalhei como doméstica e babá em casa de família para poder me sustentar. Mas hoje sou instrumentadora e sonho em fazer faculdade de medicina, se vencer o jogo. Também quero comprar uma moto 600 cilindradas com o dinheiro do prêmio”, conta Denise. “Sou uma pessoa forte, ágil fisicamente e adoro competir, principalmente com meninos”, revela a loira, que não quer ser conhecida apenas como uma mulher bonita. “Gosto de competir e de desafios”, conclui a loira, que é canceriana, tem 1,69 m e 63 kg.

Gabriela | No LimiteGabriela tem 28 anos, é psicóloga, nasceu em Juiz de Fora (MG), mas mora em Belo Horizonte com sua mãe e dois irmãos. Taurina com 1,67 m de altura e 58 kg, ela se sente uma líder nata desde pequena. “Ainda criança, liderava as equipes da escola", revela. Ela topou entrar no programa para evoluir como ser humano: “Nunca senti fome, nem passei frio, mas quero viver essa experiência do medo e ultrapassar esse sentimento”. Gabriela se diz muito determinada e gulosa, por isso acha que não terá dificuldades em saborear os pratos típicos de "No Limite". “Se tiver que comer um bicho, vou comer. O problema de comer é o pensar”, reflete a mineira.

Gilson | No LimiteGilson está acostumado com situações de perigo, pois é bombeiro. “Faço resgate de pessoas com risco de morte e, por várias vezes, a minha própria vida esteve ameaçada”, diz o gaúcho de Porto Alegre (RS). Dos seus 37 anos, 20 foram dedicados ao Corpo de Bombeiros. Em todo esse tempo, Gilson aprendeu a superar seus medos: “Acho que a coragem pode me ajudar no jogo”. O bombeiro mede 1,77 m, pesa 88 kg e é do signo de câncer. “Quero mostrar que tudo é possível quando se tem vontade, garra e determinação”, diz o gaúcho, que pretende terminar de construir a sua casa se ganhar o prêmio final. “E comprar de novo um carro, que vendi para poder pagar a obra”, completa.

Índia | No LimiteÍndia, de 30 anos, é natural de Barreiras (BA), mas mora no Rio de Janeiro, onde é atleta do esporte que tem no coração. “No programa, quero provar para as pessoas que o MMA (Mixed Marcial Arts) é uma opção de trabalho e não é violento”, diz a lutadora. “Sou uma líder nata e tenho pulso forte. Não procuro romance durante o programa, não sou boa para alimentos exóticos, mas não sou fresca”, revela a baiana. Índia pesa 66 kg, mede 1,66 m e é leonina . Ela acha que seu histórico como atleta pode ajudá-la durante o jogo: “Posso ter vantagem em provas de coordenação motora e força, mas as alterações de humor serão difíceis de administrar”, conclui.

Marcelo F. | No LimiteMarcelo F. teve que encarar dois grandes desafios para entrar no jogo antes mesmo dele começar. Primeiro, o estudante venceu uma prova de força e habilidade durante o "Fantástico" e assim conquistou o direito de disputar sua entrada no "No Limite". Em uma semana, o público votou e escolheu Marcelo F. para participar do programa. Aos 24 anos, esse baiano de Itabuna afirma que tudo na sua vida é conquistado com muito esforço: “Sou estudante e vivo sem dinheiro. Às vezes passo semanas sem R$1 no bolso, mas me viro bem”, diz Marcelo, que ganha a vida consertando pranchas de surfe, esporte que pratica. Ele é do signo de touro, tem 1,70m e 65 kg.

Osmar | No LimiteOsmar nasceu em Florianópolis (SC), tem 31 anos, é casado, trabalha como enfermeiro, tem 1,88m, pesa 84 kg e é do signo de Áries. O catarinense revela que viveu por dois anos uma aventura na selva amazônica. “Logo depois de me formar, fui trabalhar como técnico de enfermagem no interior do Amazonas. Atendia índios e populações ribeirinhas”, conta Osmar, que considera essa experiência muito importante para seu desempenho no jogo. “Sou pau para toda obra. No Amazonas, a gente comia muita coisa diferente, como tracajá, uma tartaruga da região”, afirma Osmar, que ainda provou cobra, jacaré e diferentes peixes em sua jornada selvagem.

Ronaldo | No LimiteRonaldo tem 54 anos e é o participante mais velho da quarta edição de "No Limite". Em sua bagagem, carrega toda sua experiência de vida e também um amuleto que ganhou há mais de 35 anos de um amigo. É uma pequena placa de metal. Com um crucifixo de um lado e uma frase do outro: “A hora é agora, o lugar é aqui e a pessoa sou eu”. Ronaldo é empresário, mas já foi professor de educação física e bailarino. Esse mineiro, de Belo Horizonte, tem 1,75m de altura, pesa 80 kg e é virginiano. Já experimentou todo o tipo de comida: de cobra a insetos. Questionado se seus 54 anos podem pesar num jogo de resistência, Ronaldo responde: "A idade pode ser um privilégio e a experiência vale mais que muita força física”.

Sandy | No LimiteSandy, advogada, de 29 anos, é do Rio de Janeiro. Ela é casada, tem uma filha e acha que vale quase tudo para ser a vencedora de "No Limite". “Só não vou fazer algo que fira meu caráter”, diz Sandy, que é leonina, tem 1,67m e 64 kg. A advogada gosta de ser líder, diz ter temperamento forte e acha que está preparada para vencer o ‘No Limite’. “Não estou preocupada em mostrar nada para quem está me vendo. Quero resultado. Quero ganhar”, diz Sandy, que pretende usar o dinheiro do prêmio para comprar uma casa e pagar os estudos da filha.

Sibele | No LimiteSibele empolga-se: “Estou precisando de um desafio”. Catarinense de Itajaí, está ansiosa para viver as experiências do ‘No Limite’. Ela vive atualmente em São Paulo, onde exerce a profissão de relações públicas. Sibele é capricorniana, tem 24 anos, mede 1,70 m e não precisa de muito esforço para manter os seus 59 kg. “Fui bailarina e tenho muito pique”, conta a catarinense. Caso vença o jogo, Sibele planeja comprar um apartamento e ajudar seus familiares. “Quero mostrar que eu posso, que eu consigo. Levo uma vida boa, mas participar do programa será um desafio para mim”, afirma Sibele.

"No Limite" vai ao ar ao vivo, às quintas-feiras, depois de "A Grande Família" e aos domingos, logo após o "Fantástico". Ao longo do dia, a Rede Globo exibirá flashes, de um minuto cada, mostrando a rotina das Tribos. De segunda à sexta-feira, antes do Jornal da Globo e aos sábados, após "Zorra Total", será exibido ainda um programa de cinco minutos com o resumo das atividades do jogo daquele dia, No site oficial de "No Limite" – www.globo.com/nolimite - estarão informações e curiosidades sobre o jogo e a rotina dos participantes, diretamente do paraíso perdido onde acontecerá a luta pela sobrevivência. Vídeos, fotos e notas exclusivas esquentarão o clima para o programa na TV e manterão o telespectador por dentro da aventura durante 24 horas por dia. O público também poderá votar gratuitamente pela internet, escolhendo o participante que deve ser eliminado.

Então, não esqueça: "No Limite" estreia nesta quinta-feira, dia 30 de julho, logo após "A Grande Família", com apresentação de Zeca Camargo.

Assunto(s): Reality Show, Séries brasileiras, TV aberta
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

COMENTÁRIOS VIA SITE:
  1. dodi disse:

    meu reality favorito desde sempre!!!! 🙄 Pena q nao entrei hahahaha

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!