Jennifer Aniston concorda com o filme de “Friends”

Por , 19 de junho de 2008 @ 6:59      

Jennifer AnistonDepois do sucesso do filme de "Sex & The City", que estreou nos cinemas brasileiros há pouco tempo, a próxima série que pode chegar ao cinema é "Friends".

Desde que o último episódio foi ao ar, há alguns anos atrás, começaram as especulações em relação ao filme da série de TV sobre os seis amigos de Manhattan. Porém, a atriz Jennifer Aniston era contrária ao projeto. Agora, ela mudou de ideia e está disposta a interpretar a atrapalhada Rachel Green, no telão.

Quando "Friends" terminou, em 2004, Aniston não quis fazer o filme, porque tinha medo de ficar marcada como Rachel. Mas, muitos filmes depois, a atriz mostrou-se aberta às negociações e, dessa vez, o projeto poderá se concretizar.

Depois do cancelamento de "Joey" (Matt LeBlanc), "The Comeback" (Lisa Kudrow), "Studio 60 on The Sunset Strip" (Matthew Perry) e, por último, "Dirt" (Courteney Cox Arquette), fazer um filme da série não parece uma má ideia. Com certeza seria mais alguns milhões de dólares para os protagonistas.

Assunto(s): Cinema, Clássicos
Seriado(s) relacionado(s): , , , ,

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

COMENTÁRIOS VIA SITE:
  1. Victor Regis disse:

    Yay, Friends o filme? Vou tá gritando lá ni cinema, kkk

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era “Power Rangers”. Viciado sempre em “Friends” e “Seinfeld“. Hoje é fã fiel de “Orphan Black“, “Scorpion“, “Scandal“, “The Big Bang Theory“, “How To Get Away With Murder“, “RuPaul’s Drag Race” e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!