“Alice” — review 1×01

Por , 23 de setembro de 2008 @ 13:01      

AliceO último domingo não foi marcado apenas pela entrega dos prêmios Emmy, mas também marcou a estréia da tão aguardada série "Alice", que aconteceu às 22h, no canal pago HBO. A direção do seriado, com produção brasileira, ficou por conta dos talentosos diretores Karim Ainouz (Madame Satã) e Sérgio Machado (Cidade Baixa).

O episódio piloto já revela que foi um grande acerto a escolha de Ainouz e Machado na direção. A produção (e direção) são — praticamente — impecáveis. O episódio teve como ponto de partida a cidade de Palmas, capital do Tocantins, onde Alice (Andréia Horta) trabalha como guia turístico e mora com a avó e o irmão mais novo. Ela está prestes a se casar, tem casa, enxoval, um namorado gostoso (como ela mesma enfatiza), quando recebe a notícia do suicídio de Ciro (Martão), seu pai, que se jogou do vigésimo andar de um prédio em Sâo Paulo. Um plano de seqüência envolve imagens do passado (distorcidas) e imagens do presente, com ele pendurado na varanda do apartamento e a cidade de São Paulo à frente.

Devido à morte - proposital - do pai, Alice segue para São Paulo para o velório. Na capital paulista, Alice reencontra a madrasta Irislene (Carla Ribas), sua meia-irmã Regina Célia (Daniela Piepszyk) e sua tia Luli (Regina Braga), que lhe oferece hospedagem. A princípio, Alice ficaria apenas um dia na cidade, porém, após ler uma carta deixada por seu pai e desabar em prantos, o mundo de Alice enquanto referência vem abaixo e, então, ela se propõe a redescobrir São Paulo, seu pai e, claro, a si mesma.

E é então que começa a ligação com a história de "Alice No País Das Maravilhas". A protagonista perde o seu avião de volta para Palmas e, desesperada no hospício acizentado, pede socorro para uma amiga, Dani (Luka Omoto), que leva Alice para uma balada. Lá, Alice (deslocada) bebe muito e desmaia em um sofá. Acorda no fim da festa e, na tentativa de sair daquele lugar, acaba sendo socorrida por um DJ argentino que não fala nada em português. Mesmo contra a vontade de Alice, o DJ meio que a "hipnotiza" com seu set, através de um iPod e, então, Alice cede aos desejos carnais e acaba transando com ele.

E, após acordar no hotel, ao lado de um estranho, é quando Alice já não tem mais certeza de sua vida, seu possível casamento com o namoradinho Henrique (Marat Descartes) que ficou em Palmas e tudo que tem feito até o momento, como ela mesma diz em plena Avenida Paulista:

"Deveria estar me sentindo culpada, mas não, sinto-me aliviada, uma sensação boa".

Por ser o primeiro episódio não dá pra fazer uma review geral, mas a série (como qualquer outra produção da HBO) promete ser fantástica. A cidade de São Paulo é uma personagem à parte, que envolve a todos, que faz com que as coisas aconteçam. É a cidade que fará com que Alice questione tudo aquilo que vive em na cidade de Palmas, seu namorado, seu emprego, seu irmão, sua avó e seus amigos.

Se você não assistiu ao episódio piloto (pois certamente estava vendo a entrega do Emmy Awards), confira-o no site oficial da série. Vale a pena!

Assunto(s): Reviews, Séries brasileiras
Seriado(s) relacionado(s):

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

COMENTÁRIOS VIA SITE:
  1. Emerson disse:

    A série parece boa, sendo brasileira, sendo da HBO, certamente não vamos nos deparar com uma Diarista ou uma Grande Família da vida!

  2. Andressa disse:

    Parece boa? É MARAVILHOSA!!!!! Quem não viu, deve ver, é um misto de emoções, super bem produzida!

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!