“Ugly Betty” ganha como melhor série cômica em premiação da GLAAD

Por , 29 de abril de 2008 @ 9:59      
 

Rebecca Romijn e Michael UrieNoite de gala em Hollywood para premiar os artistas que mais estiveram envolvidos em causas gays em 2007. A 19ª Edição da Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação na Mídia (GLAAD, na sigla em inglês) aconteceu no último sábado, dia 26 de abril, e teve como grande homenageada a cantora Janet Jackson que recebeu de Ellen DeGeneres uma menção pela contribuição à prevenção do vírus HIV.

"Brothers & Sisters" foi escolhida a melhor série dramática de televisão e "Ugly Betty" (com o personagem gay Marc St. James, interpretado por Michael Urie, e a transexual Alexis Meade, vivida por Rebecca Romijn), a melhor comédia. A principal função do prêmio é destacar os profissionais de mídia que se engajam no aumento da visibilidade e compreensão das causas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais.

Sharon Stone passou um prêmio para as mãos do músico Rufus Wainwright e o fotógrafo Herb Ritts foi homenageado postumamente com o Pioneer Award entregue por Cindy Crawford. Além dos premiados já citados, "Kathy Griffin: My Life on the D-List" foi escolhido o melhor programa de realidade.

Assunto(s): LGBT, Premiações
Seriado(s) relacionado(s): ,

 

Receba nossas publicações por e-mail:

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO (VIA FACEBOOK)

Não tem Facebook? Use o formulário abaixo:
Quer ter sua foto ao lado do comentário? Cadastre-se no Gravatar!

ATENÇÃO:
Toda e qualquer mensagem publicada através do sistema de comentários não reflete a opinião deste site ou de seus autores. As opiniões enviadas através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade dos visitantes que dele fizerem uso.

Sobre Pablo Biglia

Paranaense de coração, idolatra os seriados desde 1995, quando seu guilty pleasure era "Power Rangers". Viciado sempre em "Friends" e "Seinfeld". Hoje é fã fiel de "Orphan Black", "Scorpion", "Scandal", "The Big Bang Theory", "How To Get Away With Murder", "RuPaul's Drag Race" e Project Runway. No Twitter: @mr_biglia. Foi contra o golpe de 2016!